Vida Frater

0

Regras de Vida

O membro efetivo da Comunidade Frater Kerigma tem Jesus como seu único Rei e Senhor, faz com que Ele se torne o centro e o destino de sua vida, na obediência ao Pai e na observância do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo.

As regras contidas no estatuto, regimento interno, são de deliberação da Comunidade e as suas autoridades constituídas, doando-se inteiramente ao serviço do Reino de Deus para os homens em prol do anúncio do Cristo. “Pelo sim de Maria a Salvação entrou no mundo. Eu anunciarei Jesus, Senhor e Salvador de nossas vidas”.

O próprio Espírito Santo impulsiona o membro efetivo ao serviço apostólico colocando-o na vida da Comunidade pelo exercício dos Dons Carismáticos a serviço do próximo.  Jesus é o próprio Amor que brota do coração do Pai, por esse amor Jesus se dá na Santa Eucaristia e diante Dela nos prostramos em plena adoração pelo Espírito, recebendo do próprio Jesus o Amor necessário para exercermos de forma plena e profunda o amor e o respeito pela pessoa humana. É por esse amor que somos movidos. É nessa dinâmica que a verdade salvífica nos é revelada pelo Espírito Santo, nos introduzindo na vida de Cristo pela superabundância da graça. Os frateres têm um desejo ardente de conhecer a verdade de Cristo transmitida pela Igreja, tendo como base a constância nas formações, através dos documentos da Igreja, relatos, testemunhos, doutrina, tradição, magistério, Sagrada Escritura, vida dos santos, livros, entre outros. Só anunciaremos aquilo que conhecemos e que experienciamos. Fomos convidados por Cristo a viver a radicalidade do nosso Batismo, colocando a nossa vida a serviço do anúncio de Cristo, utilizando os meios de comunicação, para tornar ainda mais eficaz a evangelização que é a boa nova que nos foi transmitida por Cristo.

O membro, portanto, procura a pessoa vivente e operante do Cristo nos irmãos, na Sagrada Escritura, na Santa Eucaristia, na Igreja e nas ações litúrgicas. A vida e a fé de seus baluartes que são: Santa Terezinha do Menino Jesus, São Francisco de Assis, que dedicaram suas vidas a serviço do reino de Cristo.

Sepultados e ressuscitados com Cristo no Batismo, que os torna membros vivos da Igreja, e a ela mais fortemente ligados pela Profissão de Fé. Assim como uma vida simples e de serviço ao próximo, dedicando-se inteiramente a salvação das almas, o frater procura viver essa experiência, levando a Cristo almas sedentas por Ele. Assim, também no desapego e no uso, um justo relacionamento com os bens temporais, conscientes de que, segundo o Evangelho, são administradores dos bens recebidos em favor dos filhos de Deus. Assim, no espírito das “Bem-aventuranças”, se esforcem para purificar o coração de toda inclinação e avidez de posse e de dominação.

Empenhe-se na santificação pessoal e do próximo, testemunhando os bens futuro e esforçando-se pela vocação abraçada em adquirir a pureza de coração, desse modo tornar-se-ão livres para o amor de Deus e dos irmãos no caminho de Vida Eterna. “Santificai, santificando”.

Assim como o Pai vê em cada ser humano os traços do seu Filho, Primogênito entre muitos irmãos, o frater possa acolher todos os homens com espírito humilde e benevolente, como um dom do Senhor e imagem de Cristo na graça do Espírito Santo. O sentido da fraternidade os tornará dispostos a igualar-se com alegria a todos os homens, especialmente aos mais pequeninos, para os quais procurarão criar condições de vida dignas de criaturas remidas por Cristo.

Chamados, juntamente como todos os homens de boa vontade, a construírem um mundo mais fraterno e evangélico para a realização do Reino de Deus e conscientes de que “quem segue a Cristo, Homem perfeito, também se torna mais homem”, assumam as próprias responsabilidades com competência e em espírito cristão de serviço.

Que o membro esteja presente pelo testemunho da própria vida humana, bem como por iniciativas corajosas, quer individuais, quer comunitárias, na promoção da justiça, particularmente no âmbito da vida pública, comprometendo-se com opções concretas e coerentes com sua fé. Denunciando as injustiças e empenhando-se no anúncio do Evangelho a cada dia. A cada novo dia, uma nova missão de evangelização!

Estime o trabalho como um dom e como participação na criação, na redenção e no serviço da Comunidade. Cada um na sua função, cada um no seu chamado, empenhando-se, fazendo o melhor para Deus e para o próximo através da Comunidade Frater Kerigma.

Em suas famílias, vivam o espírito fraterno, de fidelidade e de respeito à vida, esforçando-se para fazer dela o sinal de um mundo já renovado no Espírito Santo em Cristo Jesus. Os esposos e esposas, vivendo das graças do matrimônio, testemunhem, no mundo, o amor de Cristo. Tendo sua esposa ou seu esposo como companheiro(a), ajudando mutuamente no caminho da santidade, respeitando-se e amando-se, cumprindo as promessas professadas no ato do sacramento matrimonial, assim como, Deus ama a sua igreja. Também mediante uma educação cristã simples e aberta de seus filhos, atentos à vocação de cada um, caminhem alegremente com eles em seu itinerário humano e espiritual no caminho da Vida Eterna. Os filhos devendo obediência aos seus pais, assim como Jesus obedeceu ao Pai que está no céu.

Tenham, além disso, respeito pelas outras criaturas, animadas e inanimadas, que do Altíssimo trazem um sinal e procurem, com afinco, passar da tentação de sua exploração ao conceito da Fraternidade Católica.

Como portadores de paz e lembrando-se de que ela deve ser construída incessantemente, procurem os caminhos da unidade e do entendimento fraterno mediante o diálogo, confiantes na presença do Espírito Santo que existe no homem e na força transformadora do amor e do perdão. Mensageiros da perfeita alegria procurem em qualquer circunstância, levar aos outros a alegria e a esperança. Inseridos na Ressurreição de Cristo, que dá o verdadeiro sentido à Irmã Morte, encaminhem-se serenamente ao encontro definitivo com o Pai no caminho da Vida Eterna.

O membro com seu orientador fraterno, orientador esse membro efetivo da Comunidade e indicado por ela mesma, que ajudará na condução de sua vida dentro e fora da comunidade, com relação a sua condição humana e espiritual. O orientador fraterno é quem representará perante o Moderador e perante as autoridades constituídas. Com orientação pelo menos mensalmente.

 

Estados de Vida Frater Kerigma

Estados de vida dos membros da Comunidade Frater Kerigma de vida e aliança:

Sacerdotes: Os sacerdotes na Comunidade são irmãos entre os irmãos e vivem seu ministério segundo o espírito próprio da Vocação, a serviço da Igreja e dos irmãos. Eles não constituem um ramo distinto da Comunidade, mas são, em tudo, integrados no mesmo corpo comunitário, com as mesmas graças e renúncias que isto implica. Eles são para nós reflexos do amor redentor da pessoa do Filho, Jesus Cristo, e atuam como instrumentos de vida reconciliada através dos sacramentos.

Casais: Com grande alegria, a Comunidade gera e acolhe casais que são para nós sinais do amor do Pai. Os casais atuam como instrumento gerador de vida e da animação do espírito de família na Comunidade. Eles são membros plenamente e abraçam a vida em comunidade com todas as bênçãos e exigências próprias.

Celibatários: Os celibatários são como um reflexo da Pessoa do Espírito Santo entre os irmãos e atuam como um instrumento de fecundidade e de poder espiritual, são sinais do amor santificador do Espírito para os irmãos. Os celibatários são membros legítimos da comunidade e têm os mesmos direitos e deveres dos outros irmãos. São para todos, sinal escatológico, lembrando-nos de que no Céu todos seremos celibatários.

Solteiros: Os solteiros são como um reflexo da pessoa de Maria que abraça de uma forma plena os trabalhos da Igreja de Cristo através da Comunidade, pela vivência do Espírito Santo, atuando também como um instrumento de fecundidade e de poder espiritual. Os solteiros devem ser acompanhados pelo seu orientador fraterno no discernimento de seu estado de vida, toda decisão com relação a isso, deverá ser partilhada com seu orientador, com o moderador e com toda a comunidade. Os solteiros são membros legítimos da comunidade e têm os mesmos direitos e deveres dos outros irmãos. São para todos, sinal da vitalidade escatológica da Igreja na Comunidade.

 

 Graus de pertença

O membro efetivo Frater Kerigma tem um grau de pertença específico para cada situação de vida dentro da fraternidade Católica:  Postulantado, Noviciado e Consagrado (Frater).

Caminho Vocacional: As pessoas que querem fazer caminho na Comunidade Frater Kerigma necessitam de discernimento a cerca de seu carisma.  O Aspirante ainda não é membro da comunidade, como o próprio nome diz, ele aspira ser membro.

O Aspirantado tem um tempo médio de um ano, com formações regulares na escola Vocacional. O Aspirante não poderá assumir nenhuma atividade na Comunidade, salvo como voluntário, mediante um contrato de voluntariado. É necessário que a pessoa que queira participar da comunidade tenha um tempo para conhecer a fraternidade Católica, participando das atividades da casa e tendo um relacionamento fraterno com seus membros. O Aspirante deverá ter um(a) orientador(a) fraterno(a) para ajudá-lo no discernimento de seu carisma.

Grau de pertença de Postulantado, intitulado de Postulante: é o segundo grau de pertença da Comunidade Frater Kerigma, é o grau no qual a pessoa se torna membro da Fraternidade Católica através do cerimonial de mudança de grau.

O Postulante deverá assumir uma atividade na Fraternidade Católica seja ministerial e ou em uma equipe de trabalho. Deverá ter sua escala de adoração, escala de atividades e de limpeza. O Postulante deverá continuar com o(a) orientador(a) fraterno(a) não mais para ajudá-lo no discernimento de seu carisma e sim para orientá-lo na sua vida espiritual e humana, dentro e fora da fraternidade Católica. O tempo médio no grau de Postulante é em média um ano, com formações regulares na escola fraterna.

Grau de pertença de Noviciado, intitulado de Noviço: é o terceiro grau de pertença da Comunidade Frater Kerigma, é o grau no qual o membro assume uma missão na fraternidade Católica (uma liderança, um trabalho que o membro é responsável por ele).

O Noviço deverá permanecer com sua escala de adoração, escala de atividades e de limpeza. O Noviço deverá continuar com o(a) orientador(a) fraterno(a) para ajudá-lo no crescimento de sua vida espiritual e humana. O tempo médio no grau de Noviciado é em média dois anos, com formações regulares na escola fraterna.

Grau de pertença de Consagrado, intitulado de Frater: é o quarto grau de pertença da Comunidade Frater Kerigma, é o grau no qual o membro de aliança, vida interna e secular se consagra nos votos temporais de Obediência, Pobreza e Castidade. O noviço passa a ser intitulado de Frater. Ele deverá permanecer com sua escala de adoração, escala de atividades e de limpeza. O Frater terá formação regular, mensal e esporádica conforme a necessidade da fraternidade.

SHARE